Omo e sua oportunidade de não dizer nada

    A Omo, marca pertencente à multinacional Unilever, lançou vídeo no Facebook como parte de sua campanha #momentosquemarcam, convidando os pais a um recall

    Publicidade é comunicação. Qualquer comunicação? Não, ela é direcionada a um fim bem específico: vender um produto, um serviço, uma marca. Há interesse econômico na publicidade, ou seja, ao fim e ao cabo, o desejo do anunciante e do publicitário é lucrar.

    Não se pode negar que a publicidade, seja qual for o meio de veiculação, tem o papel de quebrar barreiras, apresentar inovações, reconhecer mudanças sociais etc. Ao longo de sua história a publicidade desempenhou esta importante missão de romper paradigmas e barreiras culturais.

    Mas há limites!

    A Omo, marca pertencente à multinacional Unilever, lançou vídeo no Facebook como parte de sua campanha #momentosquemarcam, convidando os pais a refletirem sobre os estereótipos de gênero quando o assunto é brincar. Fez isso por ocasião do Dia das Crianças. No vídeo as afirmações “brincar de casinha é coisa de menina” e “andar de skate é coisa de menino” são seguidas de uma proposta…

    Clique aqui para ler o artigo completo