VIVO: será que saberemos amá-la?

    A VIVO lançou filme publicitário em que a família é constituída por dois pais. Mais uma marca que provoca reflexão sobre a liberdade sexual e mexe com as tradições de uma sociedade que precisa dialogar com o próprio tempo.

    A VIVO lançou filme publicitário para divulgação de seu plano familiar. O comercial retrata a história de uma menina que, após participar de uma competição de natação, comemora a conquista nos braços de seus dois pais.

    A trilha sonora, uma versão de “Saber Amar”, dos Paralamas do Sucesso, garante leveza à produção.

    Porém, é de se esperar que a VIVO seja castigada nas redes sociais por parcela de consumidores resistentes ao debate de gênero, muito embora tenha, com sutileza, transmitido uma irrefutável mensagem de amor.

    O debate em torno das questões de gênero

    O Brasil é um país interessante. Ao mesmo tempo em que politizamos questões absolutamente banais, por vezes somos lenientes com a barbárie política ou com a falência dos serviços públicos básicos.

    Não bastasse, perdemos pouco a pouco a capacidade de estabelecer vínculos coerentes com a história. Vivemos apenas o presente, uma existência imediatista. O folclore, os costumes, as tradições, a cultura etnográfica e tantas outras marcas são apenas registros longínquos de uma sociedade que parece não ter existido. A existência já não se justifica na profundidade humana dos vínculos. Somos virtuais, meras conexões telemáticas.

    Clique aqui e leia o artigo completo